Minha mente caída em um desespero inoportuno, profundo e desnecessário. Caibo em uma caixa de pés descalços e calados, não entendo o ar nem os sons, apenas giro infinitamente até acordar. A intensidade do fator altera o processo do entendedor. O leito macio acalenta sonhos, abafa fadigas, absorve desorientações. Falta de que ou porque ninguém sabe. Em um canto perdido está o coração grudado e atarefado, estarrecido e frouxo. Pois digo que talvez as invenções sejam abstratas, mas de qualquer insisto no falsificado. Me envolve o calor,  a alma, o amor que me falta, sem favor. Coloca seu olho no meu um instante, tenta ver o que eu vejo, entra nessa minha loucura mouca.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s